Fórum aprova formação de uma Comissão Permanente de Carreira

No período da tarde, o Fórum contou com a exposição sobre o histórico e perspectivas do Novo Movimento da categoria, pelo presidente do ATENS SN, Edilson Tavares, o processo de revisão do PCCTAE, pela assessora jurídica da entidade, Andreia Munemassa, e a Carreira dos TNS, pela diretora presidente da ATENS UFRN Seção Sindical, Ângela Lobo Costa.

O tema da Carreira foi exaustivamente debatido pelos presentes. A quebra da matriz remuneratória do PCCTAE é a principal bandeira do ATENS Sindicato Nacional. Para os profissionais faz-se urgente a redefinição do piso salarial dos TNS, o pior entre os cargos de nível superior do Governo Federal.

Após reflexões, balanços, projeções e reafirmação de convicções, foi aprovado por ampla maioria, com apenas uma abstenção, a formação de uma Comissão Permanente de Carreira (CPC) para discutir e apresentar uma proposta concreta para discussão com o governo.

A defesa de tal plataforma passou pela discussão da reposição de perdas salariais, o reordenamento da carreira e da grade salarial. Alguns dos vários temas que necessitarão de um Sindicato de base representativa forte e independente para conduzir a luta e consolidar as demandas da categoria diante do governo.

“É indispensável desencadear um amplo movimento constituído pelas seções sindicais em torno da defesa e aprofundamento desta plataforma, constituída na concepção de que só uma nova postura política fará avançar as conquistas”, afirmou o presidente do ATENS SN, Edilson Tavares.