Dilma oficializa trocas na Casa Civil, na Saúde e na Educação

A presidenta Dilma Rousseff oficializou hoje (30) as três primeiras mudanças na reforma ministerial deste início de último ano de mandato. Nesta primeira leva foram feitas apenas substituições com vistas à participação de ministros nas eleições estaduais de outubro. Segundo nota oficial do Palácio do Planalto, a posse será na segunda-feira (3) às 11h.

Aloizio Mercadante deixa a Educação para assumir a Casa Civil no lugar de Gleisi Hoffmann, que desde junho de 2011 ocupa o cargo e agora deixa o governo para se candidatar ao governo do Paraná. O ex-senador paulista, que iniciou o governo no Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação, uma pasta com pouca projeção, terá neste último ano de mandato o papel oficial de coordenador político. Ao longo de 2013 ele ganhou espaço ao lado de Dilma e vinha funcionando nos bastidores como um articulador.

No lugar dele, assume o comando do MEC o secretário-executivo José Henrique Paim, que ocupa a função desde 2006, ainda na gestão de Fernando Haddad, hoje prefeito de São Paulo. Antes, foi presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e ocupou cargos administrativos no governo do Rio Grande do Sul.

Na Saúde, Alexandre Padilha deixa o governo para ser candidato ao governo de São Paulo pelo PT. No lugar dele entra o secretário de Saúde de São Bernardo do Campo, Arthur Chioro, que esteve com Dilma em Cuba esta semana e já era dado como certo. Chioro exerce o cargo no ABC paulista desde 2009 e, desde 2011, preside o Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo.

Fonte: Rede Brasil Atual