ATENS/UFRGS é transformada em Seção Sindical do ATENS-SN

A quinta-feira, dia 3 de dezembro, foi de festa para os integrantes da ATENS/UFRGS: a associação transformou-se em seção sindical. “Este momento foi muito esperado, pois estamos como associação há dois anos”, afirmou o presidente da agora seção sindical, Marco Schuck. Na oportunidade de votação pela transformação também foram votadas a Nova Direção e o Regimento da ATENS/UFRGS – Seção Sindical. O presidente do ATENS – Sindicato Nacional, Clóvis Senger, e representantes da ATENS/UFSM, José Parcianello e Moacir Righi, estiveram presentes no evento.

A transformação demonstra que a associação está ganhando força e maior participação. Conforme Senger, a ATENS/UFRGS é a 7ª seção sindical do Sindicato Nacional, a última organização a fazer a mudança foi a UFC. “Em 2008 não tínhamos nada de lá para cá evoluímos: estamos com algum tipo de organização 21 universidades. Uma seção sindical nova é sempre uma boa indicação de organização da nossa entidade. São passos importantes e em nome da diretoria uma mensagem de força e otimismo para a ATENS/UGRGS”, parabenizou Senger.

O representante do ATENS-SN relembrou momentos marcantes para os ocupantes de cargos de nível superior ocorridos na última semana de novembro: o encontro com o secretário do Ensino Superior do MEC, Jesualdo Pereira da Silva, e a apresentação da visão de carreira no pleno do Forgep. “Conseguimos passar nosso recado e mostrar que o PCCTAE é prejudicial, deixou de ser uma ferramenta de gestão e está obsoleto. Por isso precisamos trabalhar em um plano de carreira que dê perspectivas de crescimento e remuneração para os NS de forma que não evadam e ainda colaborem para o desenvolvimento da universidade”, afirmou Senger.

Além do aspecto salarial, o advogado convidado Giovani Bortolini ressaltou que a transformação da ATENS/UFRGS em seção sindical é importante porque dá mais força a pleitos dos NS, pois ela fará a representação de fato e de direito diante de um processo administrativo fazendo com que diferentes questões sejam tratadas de um ponto de vista institucional e coletivo dando mais força ao pleito – o que pode gerar efeitos sobre todos os NS.

Reunião de esclarecimentos jurídicos – Na oportunidade também foram esclarecidas questões dos NS presentes sobre diversos aspectos da vida trabalhista. O advogado Giovani Bortolini respondeu as diversas questões sobre o assunto da flexibilização da jornada de trabalho, que gerou bastante debate durante a reunião. Para ajudar no debate, Parcianello, da ATENS/UFSM, contou sobre a experiência da UFSM com o ponto eletrônico e a flexibilização. Foi montado pela ATENS/UFRGS um Grupo de Trabalho sobre a flexibilização.