O serviço público vai resistir!

O ATENS Sindicato Nacional participou ontem, 12, do Ato pela Valorização dos Servidores Públicos, convocado pela Frente Parlamentar Mista do Serviço Público. O encontro ocorreu no Auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, e contou com a presença de 37 parlamentares, trabalhadores de diversas categorias do Estado e da iniciativa privada, centrais e lideranças sindicais.

O Auditório Nereu Ramos permaneceu o dia todo lotado com a presença de, aproximadamente, 800 pessoas que estavam no ato para lutar pela valorização dos servidores e repudiar a fala do Ministro Paulo Guedes, que recentemente se referiu aos trabalhadores do serviço público como “parasitas”.

A presidente do ATENS Sindicato Nacional, Rosário Oliveira, participou da manifestação junto da Secretaria Geral, Ângela Lobo, da diretora de Assuntos de Aposentadoria, Perla Alvez Motta Santos, e do Diretor-Presidente da ATENS UNB, Aquiles Castanheira.

Durante o ato, foram apontadas diversas estratégias da atual equipe econômica que precisam ser combatidas pela população. Dentre elas, a tentativa do governo de reduzir a jornada de trabalho e a remuneração dos servidores em até 25%, pelas três propostas do Plano Mais Brasil, e que possuem o claro objetivo de desmoralizar, sucatear e entregar os serviços públicos à iniciativa privada.

A presidente do ATENS SN destaca que “este ato público, reunindo servidores públicos, parlamentares, centrais sindicais e pessoal do setor privado e de estatais, apontou que a luta contra o desmonte do Estado ganhou força e reafirmou a importância da mobilização para a paralisação no dia 18 de março”. Rosário também lembra que a união dos trabalhadores, neste momento de desmonte do serviços públicos, é de extrema importância para toda a população “neste Dia Nacional de Paralisação, Mobilização, Protestos e Greves, a união de todos é fundamental, pois esta luta não é somente dos servidores públicos, pois sem os serviços públicos a população ficará sem assistência” pontua.

Leia também

PECs 186, 187 e 188: mais destruição! 

Se você achou que a Reforma da Previdência foi o golpe final em nossos direitos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *