ATENS SN protocola interpelação judicial contra declarações do Ministro Abraham Weintraub

A assessoria jurídica do ATENS Sindicato Nacional protocolou, no dia 2 de dezembro, uma interpelação judicial no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, em decorrência de suas recentes declarações sobre as universidades federais, que ganharam repercussão não só no país, como também fora dele.

Na interpelação a assessoria jurídica do ATENS Sindicato Nacional questiona o ministro sobre suas falaciosas alegações de que as universidades públicas teriam “plantações extensivas de maconha” e que seus laboratórios são utilizados para fabricação de drogas sintéticas.

Além disso, a resposta do senhor ministro será analisada e a assessoria jurídica tomará as medidas necessárias à apuração e punição de eventuais crimes cometidos contra os servidores das universidades.

O ATENS Sindicato Nacional reitera o seu compromisso com a defesa das universidades públicas e reafirma que atitudes como a do ministro, somente concorrem para agravar ainda mais os problemas da educação no Brasil, ao desviar a atenção de questões relevantes e desconsiderar os grandiosos serviços prestados à sociedade pelas Universidades Federais.

Nesse sentido, a assessoria jurídica da Entidade vai seguir acompanhando a interpelação judicial, para que as medidas cabíveis sejam tomadas, e que os devidos esclarecimentos sejam feitos.